terça-feira, 27 de novembro de 2007

Serrote Preto - Nagô

Lá por 2000 pintavam esses caras com este trabalho muito bacana e muito autêntico. No grupo artistas oriundos do teatro, das artes plásticas e óbivio da boa escola de música. Que escola é essa? A vida mano véio.
O trabalho que os caras acabam de lançare o clipe Nago é um bom resumo desta história. Feito em parceria com a Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveis o vídeo é pura poesia.
Melhor que eu conjecturar sobre os caras do Serrote, é deixar eles falarem. Com vocês Zé Evandro dono da voz do Serrote Preto. Vai na fé irmão.


Corja: Primeiro: legal rever algo dos amigos e saber que ainda continuam com sua resistncia cultural. Dentro dessa idéia de resistir à cultura de consumo, qual é o papel do Serrote Preto? É 'apenas' um grupo musical?
Zé Evandro : O Papel do SERROTE não é o de celulose de eucalipto e sim o 'reciclado' é o fazer arte, trabalhar com o verdadeiro, com a essência das coisas e do ser. Pesquisando e trabalhando cada vez mais para tentar a penas ser o que ele é 'autêntico e honesto consigo mesmo'.

Cor-já: Samba rural, camdombe, o que é o som da Serrote Preto e de onde ele vem?
Zé : Pode vir ....de dentro da história de cada um! ou Musica Popular Brasileira e Univerasal o som do Serrote e a mistura bem laborada de todas as pesquisas participativas e teóricas sonoras realizadas ao longo dos 8 anos de trabalhoe mais de 1000 apresentações, oficinas, workshops etc.... de cada um que ja compôs e ainda compôe o grupo, cada um com suas vivências e experiências são respeitados dentro do grupoe contribuem.

Corjeano Marginal: Outro grande pólo de cultura gaúcha é a Terreira da Tribo, como surgiu esta aproximação e como rolou a gravação e produção do clipe de Nagô?
Zé Serrote e Preto: rolou de muitos anos de namoro e convívio entre todos os artistas e naturalmente aconteceu o encontro das linguagens após entender-mos que estavamos lado a lado dentro de uma proposta de 'liberdade de expressão', cada um na sua area e fundindo os elementos de linguagem...depois disso fica fácil elaborar a produção de um clipe suigeneris tipo este, o da música Nagô! E que para nós é uma honra e uma grande satisfação estar ao lado destes destemidos do teatro latinoamericano que é a Tribo de Atuadores Oi Nois Aqui Traveis.
Súcio: O que vocês andam agitando?
Batuca Zé: Nos organizando e disciplinando para obter idependência artistica e produtiva sem ser por demais preconceituosos com todos as coisas da arte da vida. E em fase de gravação, estudos, pesquisa, produções e trabalhos afins tais como um Novo CD, Site, Clipe e Show ... que possa contemplar a todos e obter-mos o sucesso na vida e no trabalho e paz espiritual. entrem no site: http://www.serrotepreto.com/

Só resta ver, ouvir, bater o pé, bater cabeça: Nagô


Um comentário:

Preto Produtora disse...

Salve CORJA!!!

Maravilha!!!

Agradescemos e nos colocamos a disposição !!

Abraço!

SERROTE PRETO !